Arquivo de maio \20\UTC 2017

Não vamos nos esquecer de quem está com Aécio

Deixe um comentário

Imagens da mala de dinheiro para Michel Temer e Aécio Neves

A delação da JBS, a mais dura em três anos de Lava-Jato, merece este título em grande parte devido às cenas a seguir. Nelas, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), destacado pelo presidente Michel Temer para tratar com Joesley Batista dos interesses de seu grupo empresarial, é flagrado pegando R$ 500 mil em propina — a primeira parcela de um montante prometido de R$ 480 milhões.

As cenas também são devastadoras para o presidente do PSDB, o senador mineiro Aécio Neves. A Polícia Federal filmou o primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, pegando, a mando de Aécio, R$ 1,5 milhão em propina — três quartos dos R$ 2 milhões que Aécio pediu, sem saber que era gravado, para Joesley. As cenas abaixo mostram esta entrega, ocorrida em 28 de abril deste ano.

A entrega de dinheiro para o indicado por Temer

Imagens da mala de dinheiro para Michel Temer e Aécio Neves

A primeira entrega de dinheiro ao primo de Aécio Neves

 

Mala de dinheiro a Aecio neves do PSDb e Temer do PMDB

 

As filmagens da PF mostram que, após receber o dinheiro, Fred repassou, ainda em São Paulo, as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zeze Perrella (PMDB-MG). Mendherson levou de carro a propina para Belo Horizonte. Fez três viagens — sempre seguido pela PF. As investigações revelaram que o dinheiro não era para advogado algum. O assessor negociou para que os recursos fosse parar na Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, de Gustavo Perrella, filho de Zeze Perrella. As cenas abaixo mostram a primeira entrega, ocorrida em 12 de abril deste ano.Imagens publicadas no blog do Lauro Jardim
Aecio Neves não via blog Amigos Do Lula

, ,

Deixe um comentário

Bomba atômica: JBS delata Temer, Aécio Neves e compra do silêncio de Cunha

Acima Aécio Neves(PSDB), Michel Temer (PMDB) com o Juiz da Lava jato Sergio Moro em evento da ISTOÈ
Acima Aécio Neves(PSDB), Michel Temer (PMDB)
com o Juiz da Lava jato Sergio Moro em evento da ISTOÈ
 

Donos da JBS, os irmãos
Joesley e Wesley Batista foram ao STF fazer uma denúncia explosiva ao
ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato; eles têm gravações de
Michel Temer dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha,
ex-presidente da Câmara e deputado cassado, hoje condenado e preso; já o
senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi gravado pedindo R$ 2 milhões a
Joesley; o dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa
cena devidamente filmada pela Polícia Federal, segundo denúncia feita
pela Globo

247 – Donos da JBS, os irmãos Joesley
e Wesley Batista fizeram nesta quarta-feira 17 uma denúncia explosiva ao
ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal
Federal, noticiou a Rede Globo.

Os empresários disseram ter gravações de Michel Temer dando
aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara
e deputado cassado, hoje condenado e preso.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) também foi gravado, pedindo
R$ 2 milhões a Joesley. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente
do PSDB, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal.

O Plantão da Globo

Vejam a transcrição das falas do Aecio Neves

Vejam a escuta do Michel Temer

, ,

Deixe um comentário